Projetos em andamento, contemplados e realizados





Projeto aprovado - PROAC ICMS - Diário Oficial do estado de SP - 07 de Agosto de 2012

Desde 1977, quando foi criado por Jotacê Cardoso e grupo de amigos, na cidade de Pirapozinho – SP, essa festa anual é realizada. Com recursos ou não a tradição foi mantida até nossos dias.
Recentemente, no ano de 2006 nasce Festa anual da arte, artistas e cultura do Clube do Meio Artístico, onde contamos com mais de 50 artistas de todos os seguimentos da arte e foi realizado no Teatro Municipal Procópio Ferreira – Presidente Prudente – SP, reunindo os velhos amigos, chegando a vir pessoas até da cidade de Alegrete - RS, em 2007 esse evento passa de um dia para 3 dias de festa e debates, onde os artistas discutiam os novos caminhos a serem seguidos, este ano foram mais de 100 artistas a participarem do evento que também ocorre no Teatro municipal Procópio Ferreira na cidade de Presidente Prudente.
No ano de 2008 ver-se que o espaço do teatro já não caberá todos os artistas que se inscreveram para participar do Festival, e passamos a realizá-lo no Centro Cultural Matarazzo da Secretaria Municipal de Cultura de Presidente Prudente - SP, com a participação de 220 artistas da região com grande presença do público. Participaram representantes de vários segmentos da arte, o evento foi realizado no período de 4 dias com 11 horas diárias de atividades somando o total de 44 horas de pura cultura.
Em 2009, também no Centro Cultural Matarazzo, a participação foi total dos artistas, foram organizadas visitas monitoradas de entidades sociais como os cadeirantes do “Projeto Carona”, “Amigas do peito” (Câncer de mama) entre outras. E já estamos tendo mais de 50 solicitações de artistas de toda região para participarem da Festa esse ano que tem sua data prevista para os dias 15 e 16 de Dezembro de 2012, com 36 horas seguidas sem intervalos em diversos locais da Cidade.
De comum acordo, este ano, decidimos levar a festa para Presidente Epitácio, chegamos a uma conclusão que fazia-se necessário irmos a outras cidades da Região. E a partir desse ano a Festa ocorrerá em municípios que fazem parte do Oeste do Estado.





2. JUSTIFICATIVA: A realização em Presidente Epitácio, cidade que a cada dia se destaca no cenário cultural, será um importante passo para a divulgação e promoção do acervo de cultura da região do estado e para a manutenção das manifestações culturais existentes, através da participação dos mais expressivos artistas da nossa cultura regional e de movimentos culturais.
Sendo Presidente Epitácio um dos pólo de maior crescimento cultural do estado, torna-se especialmente importante que nela aconteça o evento no qual se discutirá a relação cultura e desenvolvimento.
Espera-se que saiam do evento os caminhos para que a cultura regional integre definitivamente como importante atrativo do produto cultural brasileiro, para que nossos valores e o nosso jeito de viver e fazer faça a diferença no desenvolvimento social da região.
O importante é que debatermos para que os resultados da cultura sejam democraticamente distribuídos por todas as camadas da população, priorizando aquelas onde as manifestações da cultura popular são mais vibrantes, fazendo com que todos cumpram o papel de fortalecimento da cultura local, a partir da possibilidade da geração de emprego e distribuição de renda e seja um instrumento na luta contra a exclusão social.


3. OBJETIVOS:
3.1. GERAL: Tem o propósito de unir os artistas e apreciadores da arte através da mostra dos mais diversos segmentos e propostas artísticas ao menos uma vez por ano. Dessa forma conseguindo manter a integração cultural dos artistas da região, pois é fundamental que o povo conheça sua cultura e quem nela vive e produz e que fazem parte assídua da estrutura cultural de nossa cidade e região. E reconhecendo que é necessária essa troca de idéias não só entre artistas, mas principalmente com o público. Ao mesmo tempo em que buscamos uma formação de publico para as mais diversas artes e que fazem parte assídua da estrutura cultural do Oeste Paulista e reconhecendo que é necessária essa troca de idéias para melhor desenvolvimento das técnicas artísticas.
.
3.2. ESPECÍFICOS:
  • Formar público para produções locais;
  • Promover o contato e a troca de experiências,
  • Interrelacionar comunicação e cultura;
  • Estabelecer comunicações interpessoais;
  • Interrelacionar arte e cultura;
  • Identificar e avaliar Informações sobre produção e potenciais locais;
  • Distinguir os valores que permeiam os processos culturais aplicados à comunicação;
  • Identificar as várias possibilidades de atuação;
  • Sensibilizar quanto à importância da cultura da Região e a utilização da mesma, na formação de um ser humano pleno, integrado com seu mundo e consigo mesmo;
  • Ampliar o universo cultural da população;
  • Dar acesso gratuito a cultura para a população;
  • Apresentar novas opções de espaços;
  • Formar conceitos básicos do uso da linguagem artística, técnicas de expressão, interpretação e criação que possam ser utilizadas em todas as áreas: música, literatura, artes visuais e cênicas. Apresentando a força cultural da região.


4. METAS: Temos como meta:
● Apresentar a arte de forma popular, que artistas e público se integrem de maneira que o povo conheça cada vez mais os artistas de sua região, gerando assim uma troca mutua um contato direto, onde o povo valorize o artista local e tenha acesso a essa arte e o artista tenha mais chances de atuação dentro a Região.
● Uma integração entre artistas, onde todos se conheçam e troquem idéias, pois um seguimento sempre pode precisar de outro, temos como exemplo o teatro, que pode precisar da música (Canto), dança (Expressão corporal e coreografia), artes plásticas (Cenário), literatura (Texto), etc.

6. PROGRAMAÇÃO TÉCNICA:
6.1. A FESTA: Um Encontro entre artistas de todo seguimento da Arte e cultura da Região Oeste do Estado de São Paulo, todos num só local, se conhecendo e debatendo sobre a cultura da região.

6.2. OFICINAS: Estarão programadas 07 (Sete) oficinas assim distribuídas:
5.2.1. Introdução ao Teatro – 08 Horas/Aulas;
5.2.2. Criação de instrumentos musicais com sucatas - 08 Horas/Aulas;
5.2.3. Entrando na dança (Dança moderna) - 08 Horas/Aulas;
5.2.4. Esculturas com Argila para crianças - 08 Horas/Aulas;
5.2.5. Artesanato com linhas (Reciclagem de jornal) - 08 Horas/Aulas;
5.2.6. Quem quiser que conte outra (Contação de Histórias) - 08 Horas/Aulas;
5.2.7. Retratando a cidade (Fotografia) - 08 Horas/Aulas;
Cada oficina terá 25 vagas aberta ao público gratuitamente.
6.3. EXPOSIÇÕES (ARTES VISUAIS): Serão oferecidas 10(Dez) exposições de Artes visuais em locais públicos selecionados pela Secretaria de Cultura e Turismo da Cidade de Presidente Epitácio.
6.4. VARAIS LITERÁRIOS: Serão espalhados por toda a cidade com poesias de autores do Oeste Paulista.
6.5. FEIRA DE ARTESANATO: Uma feira de artesanato e culinária local, no ultimo dia do evento, próximo ao palco central.

6.6. INTERVENÇÕES URBANAS: Serão oferecidas 12 (Doze) intervenções de 30 minutos cada em locais escolhidos pela Secretaria de Cultura e Turismo de Presidente Epitácio, assim distribuídas:
5. 6.1. Teatro – 04
5.6.2. Música – 04
5.6.3. Dança - 04
6.7. CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS: Serão oferecidas as crianças 08 (Oito) horas de contação de histórias em praças públicas do município;
6.8. PEÇAS TEATRAIS: Serão oferecidas 04 peças teatrais, sendo assim distribuídas:
5.8.1 – Teatro Infantil – 02
5.8.2 – Teatro Adulto – 01
5.8.3 – Teatro de Rua - 01
6.9. NOITE DA SERESTA: Show com seresteiros da Região em praça pública;
6.10. SAI DA SOMBRA POETA: Caminhada poética, onde os poetas recitarão suas poesias.
6.11. SHOW DE INTEGRAÇÃO CULTURAL: 08 (Oito) horas de show musical com intervenções culturais.
6.12. SHOW DE ENCERRAMENTO:


Parceiros confirmados na origem do projeto:

Escola de dança Helga Urel
Victor Hugo (Rancharia - SP)
Antônio Junior - (Os Bárbaros de teatro)
Silvio Moreira
Paulo Brazyl
Ively Retali
Carlos Freixo
Roberto Bertoncini (Bertô)
Nélio de Paula
Rico Escultor
Vinicius Jardim
Tio Chimu
Rogério Bonato
Celso Aguiar
Bill Duque
Jotacê Cardoso
Nelma Mélo

_________________________________________________

Encontro Regional de Violeiros - Proponente: Joyce da Viola
Produção: Clube do Meio Artístico


ENCONTRO REGIONAL DE VIOLEIROS

1. INTRODUÇÃO: A Viola caipira é um instrumento presente em quase todas as festas tradicionais do nosso interior (festas do divino, festa de reis, entre outras). Foi o primeiro instrumento musical a chegar ao país. A Viola foi o instrumento precursor de tudo o que temos hoje. É com certeza o instrumento mais popular do país, mas que graças a influência da mídia, quase desapareceu do ouvido dos brasileiros. Desde 1995 realizamos esse encontro regional em diversos municípios da região Oeste do Estado, com participação de centenas de duplas de viola caipira. Este ano homenagearemos o grande Violeiro Mauro Victor que viveu sua vida em prol da viola caipira, parodiando a violeiro Lúcio Viola, ouso falar que se tratava de o maior violeiro do Oeste Paulista e talvez do Brasil.

2. JUSTIFICATIVA: O Encontro de Regional de Violeiros já é uma tradição desde 1995 na Região Oeste do Estado de São Paulo, sempre contribuindo com a preservação da música raiz e valorizando o cantador e tocador de viola que não tem as condições técnicas favoráveis, artistas populares que normalmente não têm oportunidades. Em todos esses anos de existência do Encontro Regional de Violeiros mais de mil artistas tiveram oportunidade de mostrar ao público sua arte em diversos Municípios da Região. Esta edição de 2012 ocorrerá na Cidade de Martinópolis – SP.

3. OBJETIVOS:
3.1. GERAL: Tendo presente que a cultura musical de raiz é objeto de valorização e de utilização para fins diversos, o Encontro Regional de Violeiros retoma a discussão da influência e da contribuição da música de viola para o desenvolvimento regional.
3.2. ESPECÍFICOS:
● Resgatar os valores da história da região e suas tradições musicais;
● Enfatizar a preservação como um processo dinâmico de valorização das criações e recriação de experiências;
● Promover o contato e a troca de experiências,
Integrar violeiros populares e autodidatas e violeiros erudito num mesmo patamar de conhecimento, em busca de caminhos conjuntos para uma sociedade de respeito à música caipira, aos seus criadores e aos seus estudos;
● Propiciar o acesso da comunidade estudantil à boa música de viola, contando a história da viola e da música caipira brasileira;
● Divulgar essa cultura para que esteja sempre viva no coração e na voz de cada vez mais adeptos;
● Oportunizar as crianças, jovens e adultos admiradores do estilo musical para que aprendam e posteriormente também repassarem esse aprendizado.


4. DADOS TÉCNICOS:
4.1. NOME DO EVENTO: Encontro Regional de Violeiros
4.2. DATA PREVISTA DO EVENTO: De 12 a 15 de Dezembro de 2012.
4.3. EIXO TEMÁTICO: “A Viola e o Violeiro – Modas e Causos – Uma Homenagem ao Saudoso Violeiro Mauro Victor”.
4.4. LOCAL DE REALIZAÇÃO: Escolas Municipais e Praças públicas da cidade de Martinópolis – SP.
4.5. PÚBLICO ALVO: Violeiros, Estudiosos, admiradores e público em geral.

6.3. ESTRATÉGIA DE AÇÃO (3ª ETAPA – O EVENTO):
(DE 12/12/2012 A 15/12/2012)  
DIA
HORA
DESCRIÇÃO
LOCAL
CONVIDADOS
12/Dez
(Quarta)
08:00
Recepção dos Violeiros
Recanto da Viola

09:00
Aula Show
Escola Municipal do Distritos de Teçaindá
Henrique Neto, Marcos e Joyce da Viola
11:00
Roda de Prosa
Recanto da Viola

20:00
Show
Distritos de Teçaindá

13/Dez
(Quinta)
08:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
09:00
Aula Show
Escola Municipal do Distritos de Vila Escócia
Henrique Neto, Marcos e Joyce da Viola
11:00
Roda de Prosa
Recanto da Viola

14:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
20:00
Show
Distritos de Vila Escócia

14/Dez
(Sexta)
08:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
09:00
Aula Show
Escola Municipal Francisco Marques Bonilha - Grenvilhas
Henrique Neto, Marcos e Joyce da Viola
11:00
Roda de Prosa
Recanto da Viola

14:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
20:00
Show
Grenvilhas

15/Dez
(Sábado)
08:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
09:00
Aula Show
Escola Municipal Professor Getis - Centro
Henrique Neto, Marcos e Joyce da Viola
11:00
Roda de Prosa
Recanto da Viola

14:00
Oficina de Orientação e Elaboração de Projetos
Recanto da Viola
Nelma Mélo
16:00
Feira de Artesanato e comidas típicas Caipira
Centro

20:00
Show
Centro




______________________________________________

Alguns dos projetos estão em outras páginas de forma completa.
Restaurando a Folia:

http://restaurandoafolia.blogspot.com.br/

O Curso "Orientação Musical para Educadores":
http://pesquisandomusica.blogspot.com.br/
Realizado em Flora Rica e em Rancharia - SP

- Oficinas Culturais de Mirante do Paranapanema - Mirante do Paranapanema - SP

http://revelandomirante.blogspot.com.br/



INTRODUÇÃO: O Clube do Meio Artístico tem consciência de sua responsabilidade no desenvolvimento sustentável do planeta, hoje com diversos profissionais arte educadores com práticas em política de Sustentabilidade, nos direcionando para o caminho que consideramos correto: buscar o desenvolvimento de forma sustentável, preocupados não somente com o lucro, mas também com o futuro sócio ambiental e cultural de uma localidade.
O Clube do Meio Artístico trabalha com projetos sócios culturais, que beneficiam a comunidade por meio da valorização da cultura local da região, da promoção da cidadania e do incentivo aos novos talentos.
Nossa maior preocupação é motivar a integração das regiões onde atuamos, incentivando as produções locais e proporcionando troca de experiências. Além de apoiar a descoberta de novos talentos. Hoje um dos principais objetivos do Clube do Meio Artístico é contribuir para a popularização da arte e comprovação da cultura como importante instrumento de inclusão social.

REALIDADE EM QUE O PROJETO VAI ATUAR: Mirante do Paranapanema possui um Centro Cultural dotado de boa infra-estrutura: biblioteca, sala de jogos, sala de vídeo, brinquedoteca, sala de videogame, parque infantil na área externa contendo: cama elástica, escorregador e balanço. Na área interna funciona o Telecentro contendo 11 computadores com acesso a internet wireless.
O principal problema que o projeto pretende enfrentar é a ampliação das atividades do Centro Cultural para atender a demanda da comunidade. Observa-se um processo crescente por atividades culturais como, por exemplo, dança, artes cênicas, incentivo a leitura e atividades físicas.
Oficinas Culturais são espaços destinados às atividades culturais que proporcionam oportunidades de aquisição de novos conhecimentos e novas vivências de experimentação e de contato com as mais diversas formas de expressão em cultura. As oficinas também possibilitam a formação de público e profissionais para o setor cultural.
 JUSTIFICATIVA: O Município de Mirante do Paranapanema, pelo seu considerável acervo de cultura e tem uma grande gama de artistas populares, artesãos e movimentos culturais, tornando-se naturalmente apto a manter um grande projeto cultural.
Este projeto será um importante passo para a divulgação e promoção do acervo de cultura do município e para a manutenção das manifestações populares existentes.
Espera-se que saiam do evento os caminhos para que a cultura integre definitivamente como importante atrativo do produto cultural regional, para que nossos valores e o nosso jeito de viver e fazer faça a diferença no desenvolvimento social da região.
O importante é que trabalhemos para que os resultados da cultura sejam democraticamente distribuídos por todas as camadas da população, priorizando aquelas onde as manifestações da cultura popular são mais vibrantes, fazendo com que todos cumpram o papel de fortalecimento da cultura local, a partir da possibilidade da geração de emprego e distribuição de renda e seja um instrumento na luta contra a exclusão social.

OBJETIVOS:
5.1. GERAL: Ampliar as atividades do Centro Cultural para atender a demanda da comunidade.
5.2. ESPECÍFICOS:
● Resgatar os valores da história da região e suas tradições;
● Enfatizar a preservação como um processo dinâmico de valorização das criações e recriação de experiências;
● Valorizar papel dos pioneiros como fonte de conhecimento;
● Promover o contato e a troca de experiências,
● Trazer à tona diferentes modos em que à cultura foi pensada e vivida pelos diferentes tipos de grupos sociais, 
EXPECTATIVA DE PÚBLICO:
DESCRIÇÃO
Horas/aula
Quantidade de Turma
Alunos por Turma
Oficina Patchwork
160
01
25 Alunos
Oficina Incentivo a Leitura Infantil
160
01
45 Alunos
Dança Nordestina
80
01
25 Alunos
Danças japonesas
80
01
25 Alunos
Teatro de Rua
80
01
25 Alunos
Teatro de tablado
80
01
25 Alunos




- Restaurando a Folia (Nelma Mélo) Município de Flora Rica - SP - Governo do Estado de São Paulo - Secretaria de Estado da Cultura - PROAC Edital 18
Projeto finalizado

http://restaurandoafolia.blogspot.com.br/

FOLIA DE REIS JESUS DE NAZARE DE FLORA RICA

RELEASE

A Tradicional Folia de Reis Jesus de Nazaré do município de Flora Rica existe a 41 anos, formada em 1970 pelo pioneiro José Pinheiro de Macedo, a folia vem tradicionalmente se apresentando todos os anos no município de Flora Rica no mês de dezembro anunciando o nascimento de Jesus Cristo, a folia sai no dia 24 de dezembro e percorre todas as residências do município tanto urbano como rural ate o dia 06 de janeiro onde anuncia o nascimento de cristo e recebe doações como oferendas que serão recolhidas pelos membros da folia e posteriormente é feito uma festa publica a todos os membros da folia e população em geral.
O Senhor Jose Macedo mais conhecido como o Zé da Viola é natural de Tumalina em Minas Gerais e chegou no município no ano de 1960 onde constituiu família e reside no município ate hoje, a folia de Reis já teve também outros nomes Folia de Reis Estrela Dalva, Folia da Paz e no ano de 1995 passou a se chamar Folia de Reis Jesus de Nazaré.
A folia hoje tem 12 integrantes e o Senhor José Macedo é o mestre da folia que se apresenta atualmente também em outros municípios como Emilianópolis, Irapuru, Presidente Prudente e nas manifestações culturais regionais como a festa de folia de Reis de Pacaembu onde já se classificou em segundo lugar por 2 anos consecutivos, no Caipirapuru. Pela Oficina cultural Timochenco Wehbi de Presidente Prudente, a folia se apresentou nas cidades de Nantes e Irapuru.
A folia tem o apoio da prefeitura municipal de Flora Rica através do departamento de cultura e esta em busca de recursos Estaduais e Federais para que esta cultura não morra.
4. 1. OBJETIVOS:
4.1.1. GERAL: Preservar a folia de reis no Município de Flora Rica.
4.1.2. ESPECÍFICOS:
● Resgatar os valores da história da região e suas tradições;
● Enfatizar a preservação como um processo dinâmico de valorização das criações e recriação de experiências;
● Valorizar papel dos pioneiros como fonte de conhecimento;
● Promover o contato e a troca de experiências,
● Renovar o vestuário do grupo, como forma de dar dignidade e orgulho ao folguedo;
Adquirir novos instrumentos musicais para o grupo;
● Restaurar a bandeira do grupo;
Conseguir novos brincantes, para assim, perpetuarmos a folia de reis na região através das oficinas oferecidas.

4.2. JUSTIFICATIVA: A Tradicional Folia de Reis Jesus de Nazaré do município de Flora Rica já conta com 41 anos de existência. Formada em 1970, pelo Senhor José Pinheiro de Macedo, a folia vem tradicionalmente se apresentando todos os anos no município de Flora Rica e demais município do Oeste do estado. Hoje passando por diversas dificuldades, faz-se necessário:
● Renovação das roupas e adereços;
● Restauração da bandeira;
● Compra de novos instrumentos;
● A entrada de jovens no festejo que se mantenha vivo esse folguedo folclórico


4.3. METAS: Manter viva a tradição da Folia de reis de Flora rica, com a entrada de novos brincantes, valorizar os pioneiros desse folguedo. Adquirir novos instrumentos e fardamentos e criarmos o estandarte do grupo.
DESCRIÇÃO
Nº ESTIMADO
Apresentações em praças públicas
5.000
Oficinas
         100

4.5. PROGRAMAÇÃO TÉCNICA:
4.5.1. PESQUISA: Uma pesquisa profunda envolvendo todos que fazem partes do projeto (Brincantes e artistas).
4.5.2. ROUPAS: Um trabalho em conjunto com o estilista Nélio de Paula para a criação de novo guarda roupa.
4.5.3. ADEREÇOS: Um trabalho em conjunto com o Artista Plástico Dersan Magalhães para a criação de novo adereços para a folia.
4.5.4. BANDEIRA (ESTANDARTE): Um trabalho em conjunto com o Artista Plástico Bertô para a criação da nova bandeira.
4.5.5. OFICINAS: Serão oferecidos duas (2) oficinas a estudantes da rede municipal de ensino, sobre Folia de reis e seus brincantes.
4.5.6. APRESENTAÇÕES EM PRAÇAS PÚBLICAS: Serão oferecidas cinco (5) apresentações em praça pública, incluindo a cidade de Flora Rica.

4.6. CRONOGRAMA:

Inicio
Final
4.6.1.
ESTRATÉGIA DE AÇÃO (1ª ETAPA)


4.6.1.1.
Reunião de pesquisa junto aos integrantes do grupo


4.6.1.2.
Oficinas para a rede Municipal de ensino sobre Folia de Reis


4.6.1.3.
Compra de tecidos para as roupas e matérias para confecção de adereços e estandarte


4.6.1.4.
Confecção das roupas, adereços e estandarte.


4.6.2.
ESTRATÉGIA DE AÇÃO (2ª ETAPA)


4.6.2.1.
Apresentação em praças públicas na região do Oeste Paulista


8. EQUIPE TÉCNICA:
- Nelma Mélo  - Produção
- Anderson Magalhães  - Adereços e Máscaras
- Roberto Bertoncini – Estandarte
- Nélio de Paula - Figurino 


- Encontro de cultura popular do Oeste Paulista - Município de Presidente Prudente -SP - Governo do Estado de São Paulo - Secretaria de Estado da Cultura - PROAC ICMS

INTRODUÇÃO: O Oeste Paulista possui um riquíssimo patrimônio no campo da cultura popular, singular pela sua pluralidade, gerada pelo hibridismo etnográfico, racial, social e religioso desde a sua formação.
Esses bens culturais de natureza imaterial sobrevivem graças à força e a resistência dos grupos sociais que lutam para preservar a sua identidade cultural, através da prática de costumes e cultos de suas crenças e valores.
A cultura popular consegue manter com integridade, seus valores, merecendo das instituições ligadas à cultura, uma atenção muito especial e necessária para o seu desenvolvimento e preservação.
O Clube do Meio Artístico pretende auxiliar no processo de transformação do Oeste paulista em um grande palco cultural com algumas das mais puras manifestações culturais de raízes do Estado.  O evento ocorrerá no mês de janeiro de 2012, na cidade de Presidente Prudente.
O município de Presidente Prudente foi escolhido para realização deste projeto por se tratar da maior cidade da região com uma maior infra estrutura para acolher essa proposta. Pretendemos reunir o maior número de municípios da região que trarão para sua representatividade Mestres da Cultura das suas cidades. O evento promoverá apresentações de agentes mantenedores de diversas tradições populares.
Nos Cinco dias de evento, os mestres da cultura popular se reunirão para apresentações e trocas de experiências sobre seus saberes e fazeres, reunindo em um único local uma grande diversidade de tradições vindas de todo Oeste do estado. Com participação ativa da população em comum parceria com os municípios para que possamos discutir a melhor maneira de preservação. Reconhecendo, assim, importância da preservação dos valores culturais.

2. JUSTIFICATIVA: O Oeste Paulista, pelo seu considerável acervo de cultura popular e tem uma grande gama de artistas populares, artesãos, folcloristas e movimentos culturais, tornando-se naturalmente apto a sediar um encontro cultural para a discussão e exposição de todas as nossas manifestações de cunho popular.
A realização em Presidente Prudente, capital do Oeste, será um importante passo para a divulgação e promoção do acervo de cultura popular do estado e para a manutenção das manifestações populares existentes, através da participação dos mais expressivos estudiosos da nossa cultura popular regional e de movimentos culturais. Sendo Presidente Prudente uma das cidades com maior crescimento cultural do estado, torna-se especialmente importante que nela aconteça o evento no qual se discutirá a relação cultura e desenvolvimento.
Espera-se que saiam do evento os caminhos para que a cultura popular integre definitivamente como importante atrativo do produto cultural brasileiro, para que nossos valores e o nosso jeito de viver e fazer faça a diferença no desenvolvimento social da região.
O importante é que debatermos para que os resultados da cultura sejam democraticamente distribuídos por todas as camadas da população, priorizando aquelas onde as manifestações da cultura popular são mais vibrantes, fazendo com que todos cumpram o papel de fortalecimento da cultura local, a partir da possibilidade da geração de emprego e distribuição de renda e seja um instrumento na luta contra a exclusão social.

3. OBJETIVOS:
3.1. GERAL: Tendo presente que a cultura popular é objeto de valorização e de utilização para fins diversos, o Encontro Regional de Cultura Popular do Oeste Paulista retoma a discussão da influência e da contribuição do Folclore e da cultura popular para o desenvolvimento regional.
3.2. ESPECÍFICOS:
● Resgatar os valores da história da região e suas tradições;
● Enfatizar a preservação como um processo dinâmico de valorização das criações e recriação de experiências;
● Valorizar papel dos pioneiros como fonte de conhecimento;
● Promover o contato e a troca de experiências,
● Trazer à tona diferentes modos em que à cultura popular foi pensada e vivida pelos diferentes tipos de grupos sociais, ou porque não, de setores intelectuais, Folcloristas e acadêmicos.
Integrar mestres da cultura popular e mestres do saber erudito num mesmo patamar de conhecimento, em busca de caminhos conjuntos para uma sociedade de respeito à cultura popular, aos seus criadores e aos seus estudos;
● Abordar a problemática que envolve a questão conceitual, através de um viés histórico;
Discutir o utilitarismo e a estética e a importância econômica do artesanato no contexto regional.
5. PROGRAMAÇÃO TÉCNICA:
5.1. ENCONTRO: O Encontro terá como eixo A Cultura Popular como Instrumento na Luta Contra a Exclusão Social e acontecerá nas dependências do Centro Cultural Matarazzo em Presidente Prudente – SP, no mês de janeiro de 2012, devendo acolher em torno de 15.000 visitantes de todo Oeste Paulista e contará com a participação de mais de 100 mestres, debatedores, oficineiros e artistas de toda a região e expositores de feira de artesanato. Serão cinco dias de evento, onde os mestres da cultura popular se reunirão para apresentações e trocas de experiências sobre seus saberes e fazeres, reunindo em um único local uma grande diversidade de tradições vindas de todo Oeste do estado.

5.2. VIVÊNCIAS: Estarão programadas oficinas com 20 horas/aulas, que chamaremos a partir de agora de vivências, ministradas por mestres, divididas em sete categorias:
5.1.2.1. Das Mãos (artesãos, bordadeiras, etc.);
5.1.2.2. Do Corpo (dança, teatro e performances tradicionais);
5.1.2.3. Do Sagrado (penitentes, rezadeiras, profetas, entre outros);
5.1.2.4. Do Som (músicos, instrumentistas, luthiers); 
5.1.2.5. Da Oralidade (contadores de história, poetas, cordelistas e repentistas)
5.1.2.6. Do paladar (cozinheiras, etc.)
5.1.2.7. Do patrimônio (Jogos típicos)
Essas Vivências estarão abertas a pessoas interessadas nos assuntos abordados e objetivam a aproximação da comunidade com a prática folclórica, fomentando a cultura e estimulando o fazer artístico e social da região. Cada vivência terá 25 vagas aberta ao público.
5.3. RODA DE PROSA: Um diálogo diário entre os mestres sobre suas tradições, percepções e vivências. Destinados à professores, estudiosos e alunos de segundo e terceiro grau, sendo realizados por sete mestres em cada Roda de Prosa, sendo um de cada categoria, onde trocam suas experiências e vivencias com público e objetivam a fortalecer as tradições. A Roda de Prosa terá um limite inicial de 50 vagas por dia.
5.4. DEDIM DE PROSA: Palestras administradas por grandes mestres ou especialistas com temas diversos em cima do eixo A Cultura Popular como Instrumento na Luta Contra a Exclusão Social.
5.5. FEIRA DE ARTESANATO: Reunião de artesãos e feiras de artesanatos da região, incluindo entre elas a FEIRART (Pres. Prudente).
Horário de funcionamento: das 09:00 /22:00h
Em todos os dias do Encontro.
5.6. O QUIOSQUE DO SABOR: O quiosque do Centro Cultural Matarazzo será o ponto central da gastronomia regional servindo pratos cultura caipira.
Horário de funcionamento: das 09:00 /23:00h
Em todos os dias do Encontro.
5.7. APRESENTAÇÕES CULTURAIS: Todos os municípios participantes terão espaços para divulgar a cultura da sua cidade com apresentações artísticas folclóricas. As apresentações e intervenções ocorrerão de hora em hora no espaço de exposição do Centro Cultural Matarazzo.
5.8. EXPOSIÇÃO O HOMEM DO OESTE PAULISTA: Cada município participante do evento, terá espaço para expor peças que fazem parte do acervo da cidade ou região.
Horário de funcionamento: das 09:00 /22:00h
Em todos os dias do Encontro.
5.9. CAMPEONATO REGIONAL DE TRUCO: Convidaremos cada município participante a apresentar seus campeões de jogo de truco.
Horário de funcionamento: das 09:00 /17:00h



- GiraArte - Prefeitura Municipal de Presidente Prudente - Secetaria Municipal de Cultura e Turismo
Veja na página do Show  "Sertão Brasil" com Jotacê Cardoso & Nelma Mélo - Foi nossa proposta aprovada.

- Festa Anual da Arte, Artistas e Cultura do Clube do Meio Artístico - Presidente Prudente - SP - Parceria com o SESC, SECULT, Jornal O Imparcial, Projeto Dança In prudente, Silvio Moreira Produções e AMOESTE-Amigos da Arte e Cultura do Oeste Paulista
veja na página com o tema.

Nenhum comentário:


Arte & Cultura na região Oeste de SP