quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Sarau Solidário "No beco com os amigos" APE

Veja as fotos nos álbuns postados no Facebook:





https://www.facebook.com/jotacemusico/media_set?set=a.10203273508898204.1073742138.1224034322&type=1&pnref=story

https://www.facebook.com/jotacemusico/media_set?set=a.10203272945284114.1073742135.1224034322&type=1&pnref=story



“Que importa a paisagem, a Glória, a baia, a linha do horizonte? – O que eu vejo é o beco.”

Manuel Bandeira





            De apenas dois versos, sem o rigor do dístico latino, cheio de elipses mentais, o Poema do Beco, de Manuel Bandeira, é uma das mais simples declarações a respeito da importância do posto de observação do poeta, da sua condição essencial de olhar, da sua valoração peculiar despendida às coisas olhadas. Para Bandeira, o seu ponto de vista, ainda que não corresponda absolutamente às imagens de cartão postal, mesmo que se resuma à circunstância estreita, lodosa e pardacenta do beco, é o que lhe preenche, o que significa, o que lhe permite ver, criar, transcender poeticamente o espaço, descobrir amplidão na estreiteza, riqueza na banalidade, erudição no saber popular.
            Na poesia bandeiriana, o sujeito – e o olhar – fazem-se amplos, na preconizada estreiteza e obliquidade do beco, no caso, reduto dos escritores e poetas de Presidente Prudente, na circunstância existencial e os contextos culturais, econômicos e sociais que vivenciam, associando-se ao tema do Sarau Solidário. Reduzir o beco apenas à sua condição de estreiteza é tão redutor quanto inserir Pasárgada no plano da utopia. Ocorre que ambas são metáforas espaciais que falam menos de aperto e evasão e, muito mais, de abrangência, libertinagem, alumbramento; e sugerem, portanto, a amplitude de um ponto de vista peculiar, o alargamento do campo de visão cuja miopia, conforme já dito aqui, é eficiência e não deficiência.
            O uso da metáfora sobre a vida estreita e limitada na imagem do beco, torna a poesia libertina de Bandeira a aceitação da própria situação integrada e marginal, conforme e desregrada, incisiva e afetuosa, e que não se exila de um espaço que intui-institui por direito e exercício. E, por isso, promove a dissolução dos ritmos, absorve a língua certa, língua errada do povo uma poética em que a mancha no brim/papel é mais uma proposta e uma bem-vinda circunstância da vida.



SARAU SOLIDÁRIO “NO BECO COM OS AMIGOS”
Associação Prudentina de Escritores (APE)
Centro Cultural Matarazzo
no Boulevard Os Sombras e Os Temperamentais
Dia 17 (Sábado)
Horário: Às 19h30,
Rua Quintino Bocaiúva, Nº 749
Vila Marcondes
Presidente Prudente - São Paulo
Mais Informações:
sarauape@gmail.com
Fones: (18) 3906 1168 a/c de Carlos Freixo ou Eveli
e 3226-3399
centroculturalmatarazzo@culturapp.com.br
biblioteca@presidenteprudente.sp.gov.br

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

Festa Anual da Arte e Artistas no calendário cultural de P. Prudente

Mais uma conquista - a FAAPP já é uma realidade!



Encerramos o projeto Transformando Juventude com Arte - 21-12-2014

Transformando Juventude com Arte, projeto realizado através do Programa Energia Social, da Odebrecht Agroindustrial, em parceria com a Prefeitura Municipal de Teodoro Sampaio - Serviço de Assistência Social, CRAS, CREAS e Clube do Meio Artístico. Realizado no ESPAÇO AMIGO


Chegamos ao final do Projeto Transformando Juventude com Arte - 21 de Dezembro de 20124

Nosso muito obrigado aos coordenadores dos cursos.













domingo, 10 de agosto de 2014

Tudo pronto para a Festa Anual da Arte e Artistas de Presidente Prudente 2014


Clube do Meio Artístico seleciona artistas da região para a tradicional Festa Anual da Arte e Artistas
Durante todo o mês de agosto e setembro os artistas interessados em participar da tradicional  Festa Anual da Arte e Artistas poderão fazer suas inscrições e garantir um espaço no encontro que será realizado em outubro.
O evento, que está na 36ª edição, é promovido pelo Clube do Meio Artístico, uma organização cultural de Presidente Prudente, que tem por finalidade incentivar e apoiar artistas, bem como todos os tipos de Manifestações artístico-culturais do Oeste Paulista em parceria com a SECULT (Secretaria Municipal de Cultura)
Neste ano, o evento ocorrerá no dia 12 de outubro, no Boulevard "Os Sombras" e "Os Temperamentais", sala de entrada da Escola Municipal de Artes Jupyra Marcondes, área de convivência e Teatro Paulo Roberto Lisboa, no Centro Cultural Matarazzo das 17h às 22h, o evento é grátis, aberto ao público.
O objetivo do evento é garantir um espaço entre os artistas, para que possam observar as novas tendências da arte, discutir sobre o assunto de maneira livre, além de ter a oportunidade de expor seus trabalhos ao público prudentino e, com isso, manter a interatividade entre a sociedade e a cultura da nossa cidade e região, visando a agregar novos valores artísticos para a difusão da cultura regional e a formação de um público que aprecie todo tipo de arte.
 Entre as atrações do evento, estão: exposições de artes plásticas; apresentações musicais e teatrais; exposição fotográfica; exposição de desenhos e pintura em tela, ao vivo; arte em; artesanato e dança, além de brincadeiras interativas e animação infantil.
Para o organizador da festa e fundador do Clube do Meio Artístico, Jotacê Cardoso, a seleção dos artistas é um processo de descoberta de grandes talentos e um reencontro com artistas já consagrados em nossa cidade e região. ”Esse momento de seleção é enriquecedor, é possível descobrir inúmeros talentos que, por muitas vezes, ficam camuflados no meio da multidão. Por outro lado, os artistas já consagrados da nossa cidade e região reafirmam pensamentos e estilos artísticos e nos ajudam nesse processo de coleta de novos talentos”, ressalta.
Serviço
Vagas abertas para:
Fotografia: Varal fotográfico
Exposição de artes plásticas
Artesanato

Os artistas poderão comercializar seus trabalhos.

Interessados em participar, enviem: Release pessoas (Ou grupo), 3 fotos do seu trabalho, uma foto pessoal, sinopse do trabalho que for apresentar, com número de telefones para contato. Podem ser artistas de todo o Oeste Paulista.
Para o e-mail: clubedomeioartistico@gmail.com com 
assunto: "Festa Anual da Arte"

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Jotacê Cardoso & Nelma Mélo-"Alma Popular" no Festival de Diversidade Cultural-Anhumas-SP dias 12, 13 e 14 de Junho-2014

Jotacê Cardoso & Nelma Mélo-"Alma Popular" no Festival de Diversidade Cultural-Anhumas-SP dias 12, 13 e 14 de Junho-2014.
Foi muito gostoso fazer essas três apresentações naquele município que muito apreciamos. Encontramos o Prefeito Adailton e o Assessor de Cultura Osvaldo Cavaliere entre outras autoridades. Encontramos nossos parceiros artistas e agentes culturais: Paulina Paulino, Paulo Brazyl, Zero (Junqueirópolis), Renato de Jesus S Silva (Jesus de Burarama - cordelista caipira que participou especialmente conosco no dia 13), os colegas do áudio e Luz, Nanas (de Indiana) entre outros. Luciane, Anny Olliver, Teo, e muitos outros. Foi realmente delicioso e prazeiroso. Tivemos a participação especial da Tata Miele (Pres. Prudente) cantora e professora de música no dia 14.
Os nossos parceiros de palco: Moises Golveia (Bateria) e Flavio Rolo (Surdo) que tocou nos dias 12 e 13.
Agradecimentos à todos os envolvidos com um grande abraço em SOL MAIOR!

Vídeos amadores - Dá pra avaliar! O video institucional em breve estará no ar, feito por Zero Fotografia (José Roberto de Oliveira de Junqueirópolis)




Fotos de Ed Weslley















































Arte & Cultura na região Oeste de SP